Nem todos os indivíduos conseguem tornar-se empresários bem-sucedidos. Conheça as dificuldades que poderá enfrentar.

Quando perguntamos sobre o “emprego de sonho” a maioria das vezes a resposta passa por ter um negócio próprio. Não importa o setor – o principal atrativo reside em não ter de prestar contas a ninguém. Segundo um estudo recente, 29 milhões de americanos estão a pensar trabalhar por conta própria num futuro próximo. É fácil apostar que nem todos o farão.

O que é compreensível. Não existe fórmula que garanta que o trabalho independente seja para todos. Uma das coisas mais difíceis de fazer é transformar o “emprego de sonho” numa realidade de autonomia profissional sustentável – e que nos realize. Eis o que vai precisar:

1. Prepare-se para a mudança de expetativas

Talvez seja a lição mais importante que quem quer ser autónomo tem de aprender: a concretização do “emprego de sonho”, seja o que for, requer muito esforço e dedicação e não é provavelmente aquilo de que estava à espera.

Vai ter de ultrapassar o cansaço associado a ter de tomar decisão atrás de decisão, muitas vezes sem ter experiência ou informação de apoio. Vai aprender a definir prioridades e a apreciar o valor e qualidade do seu trabalho. Mais – e talvez o mais surpreendente – em vez de um chefe, vai ter vários, sob a forma de clientes, cada um com as suas exigências.

Curiosamente, poder controlar tudo na vida profissional é tão apaixonante como paralisante.

Depois da euforia inicial de ser independente, começam as dúvidas sobre se foi um erro ou não.

O conhecimento que adquiriu de modo a tornar-se um especialista no seu ramo não é o mesmo que é necessário a um empresário. Aprender todo um novo rol de competências é bem capaz de fazer com que se sinta incompetente e desajustado. Começa a duvidar de si próprio, o que pode “afundar o barco” se não tiver cuidado. Tenha noção de que essa ansiedade é normal e temporária.

Contudo, ultrapassá-la requer aceitar que, uma vez montada a máquina da independência, vai provavelmente deixar de descrever a sua atividade como o “emprego de sonho” – apesar de continuar a apreciá-lo. A maioria das pessoas reconhece que, depois de se tornarem hábeis nos aspetos práticos do trabalho por conta própria, não o trocariam por nada deste mundo.

2. Poupe e prepare-se para um caminho difícil

Montar um negócio sustentável a fazer precisamente o que se quer demora tempo. Os seus primeiros clientes e projetos não serão ideais. Prepare uma almofada financeira generosa. Não ter dívidas é fundamental mas, quando se é independente, ter fundos disponíveis é mais importante. O que pode parecer contraintuitivo. Claro que não ter créditos é ideal mas nem sempre possível. Ter dinheiro no banco mitiga o desespero e necessidade de ter de aceitar não importa o quê que lhe venha parar às mãos.

Pouco depois de se tornar autónomo, perceberá que provavelmente terá de pagar os créditos e dívidas mais devagar que o que gostaria, enquanto cria uma base financeira sólida. Ter um fundo de maneio disponível ajuda aqui também. Permitir-lhe-á navegar as flutuações naturais que inevitavelmente enfrentará enquanto estiver a dar os primeiros passos. Deste modo não dará por si a subir paredes enquanto procura desesperadamente outro projeto.

3. Gira bem os seus pontos fortes e fraquezas

Um facto que parece não cruzar a maioria dos sonhos daqueles que aspiram à autonomia profissional é que tudo – incluindo criar valor e faturar – depende única e exclusivamente de si. Saber vender é algo novo para a maioria dos independentes. É fácil explorar contactos existentes para primeiros clientes, mas quando os amigos escasseiam, pode dar por si sem saber se deve ir a eventos, enveredar pelo marketing de conteúdo, criar um blog ou tudo ao mesmo tempo.

Experimentar uma série de modelos de negócio pela primeira vez é cansativo. Apesar de existirem recomendações gerais para o sucesso, a estratégia específica que funciona com cada um depende muito de pessoa para pessoa. Por isso demore algum tempo a pensar naquilo que realmente gosta e explore esses atributos no tipo de marketing a adotar.

O mesmo é válido para outras partes do negócio. Saiba quais os seus pontos fortes e use-os – incluindo em áreas nas quais ainda não fez uso deles. Depois automatize ou vá buscar fora as tarefas que detesta ou em que não é bom, tais como agendamento, construção de sites, trabalho de edição, o que seja. O facto do sucesso, ou não, do seu negócio depender exclusivamente de si, não quer dizer que tenha de fazer tudo sozinho.

4. Invista algum tempo a conhecer-se (outra vez)

Uma das maiores surpresas que um independente enfrenta é dar por si em casa, sentadinho e sem saber o que fazer.

Ser absolutamente livre pela primeira vez, e ter de criar um método de raiz, desorienta qualquer um. Perceberá quanto da sua carreira e vida profissional tem sido ditado por outrem. O modelo das 9-às-5 encerra muitos resquícios da Revolução Industrial e resulta mais das exigências do trabalho em fábrica que das realidades do séc. XXI. Os hábitos de trabalho que adotou podem não ser especialmente úteis quando se muda dramaticamente o contexto.

Para se habituar a desligar o piloto automático, coloque constantemente estas quatro questões. Não se preocupe se as respostas forem mudando com o tempo – a ideia é ficar a conhecer melhor o seu novo eu empreendedor:

  1. Tem momentos de pico ao longo do dia ou prefere jornadas longas a começar a uma hora específica?
  2. Trabalha em silêncio ou prefere o ruído de fundo de um local público?
  3. Precisa de um escritório ou consegue evitar distrações em casa?
  4. O que é que consome a sua energia?

Para terminar, não desista no caso do trabalho independente não ser exatamente o que estava à espera. Temos tendência a romantizar o “emprego de sonho” o que torna alguma deceção inevitável. Não deixe que isso o desencoraje.

Desde que perceba quais os seus pontos fortes e como dar o melhor de si, o trabalho tornar-se-á francamente próximo daquilo que idealizou – o que é muito melhor do que sonhar acordado com uma vida diferente.

 

03.08.2017
Fonte: http://insider.pro