Em Portugal, 28,5% das crianças entre os 2 e os 10 anos têm excesso de peso, entre as quais 12,7% são obesas, de acordo com os resultados do mais recente estudo divulgado pela APCOI (Associação Portuguesa Contra a Obesidade Infantil), que analisou uma amostra de 17.698 crianças em idade escolar no ano letivo 2016-2017, oriundas das sete unidades territoriais portuguesas (NUTS II).

Todas as crianças deveriam ser bem nutridas, fisicamente ativas e saudáveis. Contudo, a realidade atual é bem diferente.

O mais recente estudo da APCOI concluiu ainda que 65% das crianças em Portugal, entre os 2 e os 10 anos, não cumpre a recomendação internacional da OMS para uma ingestão mínima de três porções de fruta e duas porções de legumes diárias. O grupo etário dos 6 aos 7 anos foi o que reportou um maior consumo de fruta e de legumes inferior às recomendações com uma percentagem de 68,2%. Por outro lado, os dados demonstram também que as crianças obesas são as que menos legumes ingerem, com uma prevalência de 38,3% de consumo inferior às recomendações.

A obesidade infantil está associada ao desenvolvimento de outras doenças graves

Uma criança obesa está em risco de vir a sofrer de sérios problemas de saúde durante a sua adolescência e na idade adulta. Tem maior probabilidade de desenvolver doenças cardiovasculares, hipertensão, diabetes, asma, doenças do fígado, apneia do sono e vários tipos de cancro. De acordo com a Organização Mundial de Saúde, a obesidade é a segunda principal causa de morte no mundo que se pode prevenir, a seguir ao tabaco.

As crianças obesas enfrentam ainda graves problemas sociais e psicológicos

Estão mais sujeitas a ataques de bullying e outros tipos de discriminação. O que poderá provocar consequências directas na sua auto-estima e a quebra no seu rendimento escolar. Se não receberem apoio especializado poderão sofrer ainda de depressão ou outras doenças do foro psicológico quando atingirem a idade adulta.

 

23.02.2018
Fonte: http://apcol.pt

Está à procura de formação certificada sobre este tema?
Conheça o curso online de Obesidade Infantil!

Em Portugal, 1 em cada 3 crianças sofre de obesidade. Segundo um estudo recente da associação portuguesa contra a obesidade infantil, que teve a participação de 18.374 crianças, revela dados preocupantes: 33,3% das crianças entre os 2 e os 12 anos têm excesso de peso, das quais 16,8% são obesas. A comissão europeia, refere que Portugal está entre os países da europa com maior número de crianças afetadas por esta epidemia.

SAIBA MAIS!